Meu "Sentir" tem cor e cheiro. Bebo vinho... Meus versos vivem...Tenho ilusões que respiram... E minhas linhas são veias! Derramo sensações e devaneios. Me ajusto e me asseguro no exagero.Vivo de tudo que é Vermelho!

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Quando vieres a mim...


De-me teu nome
Num beijo seu
Assista meus olhos
Te chamar de meu
De-me teu perfume
No toque dos cabelos meus
Sinta-me na pele
Carne viva...
Nos braços seus

Um comentário:

Jão disse...

Quando esse contro por fim acontecer, sera lindo, poetico, ardente,


Beijos querida!