Meu "Sentir" tem cor e cheiro. Bebo vinho... Meus versos vivem...Tenho ilusões que respiram... E minhas linhas são veias! Derramo sensações e devaneios. Me ajusto e me asseguro no exagero.Vivo de tudo que é Vermelho!

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Secretamente...



Disfarço as verdades guardadas de você
Que em silêncio
Nascem de dentro dos meus olhos
Se movimentando pelo meu corpo
Insistentes na busca incansável das minhas mãos
Nas pontas dos meus dedos, no meio da palma
Entre minhas cutículas
Enquanto crescem minhas unhas
Enquanto dorme a alma
Acorda e pede calma
Sob fantasias vermelhas
Plumas e confetes
Que se resvalam do fundo dos meus poros dilatados
E se derramam...
Feito tintas
Feito vinhos...
Tingindo
As manhãs dos meus dias
Inundando
As minhas noites mal vestidas
Minhas madrugadas despidas
Assim...
Eu tenho te amado...

Um comentário:

Srª หคтнყ disse...

Nossa Sil, que saudades de você.
Nem sei o que aconteceu que me distânciei, aqui continua Lindo como sempre e cheio de amor.
Tantas coisas aconteceram comigo.
Após esses acontecimentos eu posso interpretar seus versos com sentimento.

Um Beijo
http://minhaformadeexpressao.blogspot.com/