Meu "Sentir" tem cor e cheiro. Bebo vinho... Meus versos vivem...Tenho ilusões que respiram... E minhas linhas são veias! Derramo sensações e devaneios. Me ajusto e me asseguro no exagero.Vivo de tudo que é Vermelho!

domingo, 1 de janeiro de 2012

Frio resumo...

Era eu...
Vestida de alma e unhas vermelhas
E você...
De blusa verde... sem saber o que fazer
Fomos um...
Todas as vezes que nossos olhos se olharam
Isso sempre foi tudo que podíamos fazer: olhar...
Era eu...
Vestida de urgências e apelos
Despida de medo e precauções... Pronta!
E você... novamente sem saber o que fazer.
Eu fui [eu] tantas vezes... acho que todas as vezes!
E você... quem foi?
Alguém verde...
Tão verde... que nada foi
Me cansei de acariciar tua pele com meus olhos
E de beijar  tua boca em pensamento
Ainda ouço o som da chuva daquela tarde
Ainda ouço teus sinais
Eu [de] vermelho acreditei
E você [de] verde esqueceu do que prometeu
Agora sou
Aquilo que só meus olhos viram
E o que minhas mãos nunca sentiram
Sou a saudade do que não foi vivido
Sou essa estranha dor
Por não poder te olhar mais como eu fazia
... Todos os dias...
Agora sou verde como você
Na sua falta...
Não sei o que fazer!

8 comentários:

ZilMar disse...

que blog lindo!

sua poesia encanta....

FELIZ 2012!!!!

Um grande e afetuoso abraço...


Zil

Eric Felipe disse...

Vermelho e Verde: uma combinação perfeita. Minhas duas cores favoritas! E você conseguiu colocá-las em versos?!

Adorei seu post, Sil!
E como prometi, passei para deixar minha marquinha e dizer que passei por aqui....

Grande beijo de chocolate!

Diego Marques disse...

Tive que parar e dedicar um tempinho para esta postagem.

Muito linda e comovente.

A renúncia presente nos faz parar e olhar para nós mesmos, para nosso passado e percebermos o quão verdes ficamos a cada dia...

vale a pena resgatar o vermelho? Será que desejar é sempre sofrer...

Belas palavras!

J. Ríos disse...

A imaturidade, a renúncia do verde e a entrega desmedida do vermelho. Sil, confesso que montei infinitas estórias lendo-te...Mais uma vez, me surpreendes!

Abraços

anjoclandestino.blogspot.com

João disse...

Sil, esse blog tá show de bola também! E essa associação com cores e pessoa física, rolando um bom romance. Sempre colorindo meu coração. bjs

Rodrigo Santos disse...

Muito profundo!
Não tem como não sentir suas palavras...
Como tantas vezes acontecido comigo, só olhei, beijei em pensamentos e tenho tudo vivo com a intensidade de coisa realmente vivida. Também sinto saudade de coisas, que em realidade, não aconteceram.

Muito obrigado pelos elogios no meu blog. Fico honrado por receber tais palavras... Seu cantinho é muito belo também. Adorei! Beijos...

Rodrigo Santos | <a href="http://etudoqueeusei.blogspot.com/>É tudo que eu sei</a>

Rodrigo Santos disse...

Muito profundo!
Não tem como não sentir suas palavras...
Como tantas vezes acontecido comigo, só olhei, beijei em pensamentos e tenho tudo vivo com a intensidade de coisa realmente vivida. Também sinto saudade de coisas, que em realidade, não aconteceram.

Muito obrigado pelos elogios no meu blog. Fico honrado por receber tais palavras... Seu cantinho é muito belo também. Adorei! Beijos...

Rodrigo Santos | <a href="http://etudoqueeusei.blogspot.com/>É tudo que eu sei</a>

Srª หคтнყ disse...

Oii Sil estou comentando aqui tbm.

Mais uma vez digo com toda sinceridade que fiquei muuuto feliz em ter sua presença tão carinhosa no meu blog.

O vermelho e verde, são cores distintas mas com o amor verdadeiro.
Elas se tornam uma Só.


Um Grande Beijo!