Meu "Sentir" tem cor e cheiro. Bebo vinho... Meus versos vivem...Tenho ilusões que respiram... E minhas linhas são veias! Derramo sensações e devaneios. Me ajusto e me asseguro no exagero.Vivo de tudo que é Vermelho!

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Sobre tua falta...



Era só mais uma tarde...
Fria e chuvosa
E eu desenhei mais uma vez a sua volta
Te vi chegar...
Sério e sedento
Me vasculhando com os olhos
Me arrancando suor pelos poros
Pude sentir tuas mãos firmes apertando meus seios
E teus beijos me mordendo os lábios
Era só mais uma tarde
Feito outras... e mais outras...
E eu andei por entre as pessoas...
Por entre os carros...
Admirei vitrines...
Tive uma fome sem sentir fome
Voltei pra casa
Me recolhi...
Ninguém precisa saber que eu sofro
E choro...


2 comentários:

Solange disse...

ninguém mesmo...

bjs.Sol

J. Ríos disse...

Lendo-te lembrei-me de uma canção da saudosa Maísa: "Tarde triste me recorda outros tempos, que saudade, que saudade. (...)Por onde andará quem amei, será que também vive assim, sofrendo como só eu sei, pensando um pouquinho em mim..."Como sempre, se superando, Sil. Obrigado por sua presença tão estimuladora!

Bjo

anjoclandestino.blogspot.com