Meu "Sentir" tem cor e cheiro. Bebo vinho... Meus versos vivem...Tenho ilusões que respiram... E minhas linhas são veias! Derramo sensações e devaneios. Me ajusto e me asseguro no exagero.Vivo de tudo que é Vermelho!

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Palavras e desenhos de nós...


Escrevi nas paredes do nosso quarto
Os mistérios dos teus olhos
Nos rodapés...
Eu escrevi em francês...e em dialecto indígena
Os segredos e os rumores de nós dois
No tecto... eu desenhei...
As sensações que você causa em mim
Rabisquei pelo chão, pensamentos soltos... que querem fugir!
Escrevi nas paredes do nosso quarto...
O nome das Árvores de fogo
E dos pássaros vermelhos que voam dentro do espelho
Eles... Despidos de palavras
E debaixo das Árvores...
O silêncio que você escreveu em mim...

3 comentários:

Thiago Brito disse...

POxa, lindo texto, me passou um sentimento indiscutivel, muito bom, sempre muito bom, gosto muito daqui, desculpa a ausencia, sempre que puder estarei fazendo uma boa leitura por aqui...

Bjos

Jão disse...

Amor que inspira
contagia
da sentido
faz perder o juízo
amor puro
pura essência


Beijos querida Sil!

Cecília disse...

Adoro a macies das sua palavras que, ainda assim, conseguem nos levar ao intimo dos sentimentos mais densos. =]